Gre-Nal final do Brasileirão virou divisor de águas nos últimos anos

postado em: Notícias | 0

Último Gre-Nal de Brasileiro é sinônimo de decisão. Mesmo não sendo uma final propriamente dita, o último encontro entre Internacional e Grêmio costuma ditar o clima até o encerramento da temporada. O jogo derradeiro já simbolizou fuga de rebaixamento, também serviu para evitar que o rival fosse à Libertadores e até 'batizar' despedida de estádio. 

Não é necessário ir muito longe para encontrar exemplos claros, para ambos os lados, em que o último clássico do Brasileiro foi relevante. Em 2003, o Grêmio venceu o Internacional por 1 a 0, gol de Christian, mas não foi apenas a soma de três pontos na classificação que simbolizou o jogo. O time então treinado por Adílson Baptista evitou a queda impulsionado pelo resultado no Beira-Rio. Além disso, atrapalhou o desejo de classificação para Libertadores dos vermelhos treinados por Muricy Ramalho. 
 
Em 2007, o duelo novamente favoreceu o Grêmio. Após ter sido campeão mundial, o Inter retomou a disputa local em baixa. Perdeu os dois clássicos do Campeonato Brasileiro. O último, vitória gremista por 1 a 0, gol de Léo, que hoje defende o Cruzeiro. Ao fim daquele ano, o Internacional iniciou reformulação mais forte no elenco. E os tropeços contra o tradicional rival pesaram na balança também.
 
A resposta do Inter começou no ano seguinte. O último clássico do Brasileiro de 2008 terminou em goleada. Vitória por 4 a 1 do Colorado, sob comando de Tite. O Grêmio, então líder do Brasileirão, perdeu a liderança naquela rodada e jamais reassumiu o posto. Acabou vice, vendo o São Paulo levar o título após tirar uma diferença de 11 pontos. 
 
E mais recentemente, o clássico ainda 'melou' a despedida do Olímpico. Na última rodada do Brasileirão 2012, o Grêmio dava adeus oficialmente ao 'Velho Casarão' (que posteriormente viria a receber mais alguns jogos). Em campo, o Gre-Nal da última rodada foi emocionante. Teve briga, discussão, rojão arremessado no campo, uma série de expulsões. E por fim, com apenas nove jogadores em campo, o Inter segurou o 0 a 0 e evitou que o rival entrasse na Libertadores sem a fase preliminar.
 
A reportagem do UOL Esporte relembra como foram os momentos decisivos dos últimos clássicos que moldaram o fim do ano de Inter e Grêmio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 13 =