Twitter entra em novos mercados e projeta parceria com TV

postado em: Notícias | 0

O escritório situado em um bairro nobre de São Paulo destoa de qualquer ambiente convencional de trabalho. Os corredores com paredes estilizadas cercam espaços atípicos, como salas de descanso, de jogos e de bem-estar, todas batizadas com nomes de aves brasileiras, como o João de Barro, entre outros detalhes que remetem diretamente à cultura do país. A árvore estilizada que domina os dois andares da instalação também chama a atenção, bem como os grafites, estampas e imagens de um famoso pássaro azul que "habita" o lugar. É exatamente nesse cenário que o Twitter alavancar sua operação no Brasil, dois anos após desembarcar no país. E as parcerias locais são o principal motor de crescimento da companhia no mercado nacional. 

“O novo escritório reflete a evolução e a importância do mercado brasileiro para o Twitter. Não teríamos investido em um local que pode abrigar o dobro da operação que temos hoje e com a possibilidade de alugar mais um andar se não acreditássemos no potencial do país. Ainda somos uma start-up aqui, mas a nossa visão é de longo prazo”, disse Guilherme Ribenboim, diretor-geral do Twitter no Brasil, durante a inauguração da sede que ocupa uma área total de 2.227 metros quadrados. 

A visão otimista do executivo é baseada nos números obtidos pelo Twitter em dois anos no Brasil. Nesse intervalo, o país se consolidou como uma das cinco operações globais da companhia. Na área de publicidade — principal fonte de receita da companhia —, o escritório brasileiro saltou de um universo de vinte empresas para um volume atual de 161 marcas que investem na plataforma, entre os 200 principais anunciantes do país. 

Em um contraponto a tendência de desaceleração na expansão global de usuários ativos — movimento que volta e meia é destacado por investidores e analistas —, o executivo afirmou que, no Brasil, o Twitter registrou em 2014 um crescimento superior aos dos últimos dois anos, embora não tenha revelado números exatos desse salto. 

Grande parte dessa evolução foi conquistada em 2014, sob o impulso de eventos como as eleições e a Copa do Mundo, torneio que gerou um volume de 672 milhões de tweets e contou com ações específicas de trinta anunciantes, dos quais, 85% eram patrocinadores oficiais do evento e da Seleção Brasileira. “O ano foi importante para amadurecer o entendimento do uso do Twitter, tanto para usuários como para as empresas de mídia e os anunciantes”, disse Ribenboim. “Nosso desafio agora é migrar da percepção de uma plataforma restrita a grandes eventos para uma plataforma que pode ser explorada todos os dias pelas marcas”, observou. 

Para superar essa nova etapa, a ideia do Twitter é reforçar as estratégias que já vem sendo adotadas no país. Nessa linha, o principal mote é a aproximação e as parcerias com os canais de televisão. O objetivo é desenvolver ações específicas que permitam ampliar o alcance de conteúdos veiculados na TV por meio do microblog, dentro do conceito conhecido como segunda tela. “A TV é e possivelmente será o principal meio de comunicação. Queremos nos posicionar com uma parceiro estratégico para que os canais possam amplificar a conversa gerada em seus programas”, explicou. Uma ação recente foi a cobertura casada do Prêmio Multishow. A companhia criou um pacote para anunciantes juntamente com a equipe comercial da Globosat, cujas cotas foram compradas pelo Santander. 

Sob a perspectiva de oferecer novos recursos para o mercado publicitário, outra iniciativa prevista pelo Twitter é o lançamento, no primeiro trimestre de 2015, de uma ferramenta em parceria com o IBOPE Media. Além das medições de audiência minuto a minuto da TV, o pacote trará o volume de tweets associados a cada conteúdo no mesmo período. “As agências e anunciantes vão ter um mapa mais completo para medir não só a audiência, mas também o engajamento dos espectadores”, disse.“Nossa proposta é ser cada vez mais a ponte entre a mídia tradicional e a mídia digital”, completou. 

As parcerias também estão no centro da atração de novos usuários. Para isso, o Twitter vem investindo em acordos com as operadoras para a oferta de promoções que dão acesso gratuito ao microblog. Atualmente, o Twitter mantém esse modelo com a Claro e a Oi, tele que também possui uma oferta específica para o Vine, serviço de vídeos do microblog.

 

Tags: Twitter , TV , Parceria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 5 =