Falar “língua dos jogadores” é trunfo de Roger no Grêmio

postado em: Notícias | 0

Em meio a uma ascensão após a saída de Luiz Felipe Scolari, os gremistas começam a apontar os principais motivos para a mudança de comportamento. Quatro jogos depois sob o comando de Roger, o truque do treinador tem sido não só cobrar intensidade, mas saber o jeito de exigir isso de cada atleta.

É o que refletem as entrevistas dos jogadores nas últimas entrevistas concedidas sobre o tema. Pedro Geromel, por exemplo, citou a proximidade entre Roger e os atletas. Nesta nova era, ele tem duas vitórias, um empate e uma derrota, o que significa quase 60% de aproveitamento. 

"Roger sabe como abordar os jogadores, ele exige que a gente se entregue e lute até o fim, ele foca bastante nisso que a torcida quer, raça", afirmou ele em entrevista reproduzida pela Rádio Gaúcha.

Luan também falou sobre o tema. Segundo ele, as conversas deram mais preparo para que ele se tornasse um jogador importante no ataque gremista. "Eu estou mais preparado, o Roger conversa comigo, estou mais confiante", declarou.

Ele ainda foi além. De acordo com ele, Roger fez os gremistas buscarem com mais vontade os três pontos no Campeonato Brasileiro.

"Nossa mudança de atitude em campo é o principal, antes a gente aceitava muito o resultado, demorava pra reagir, agora a gente entra desde o começo pra vencer", completou.

Roger também falou sobre o tema. Ele rebate o fato de ser jovem (tem 40 anos) para ser treinador com o argumento de que teve tempo para estudar o suficiente desde quando abandonou os gramados. Além disso, como jogava há pouco, diz entender a cabeça dos atletas de uma forma mais rápida.

"Acredito que faça diferença para o bem, para o bom andamento do trabalho, na medida que faz pouco tempo que saí do campo. Parei há sete anos e ainda penso muito como jogador, entendo como gosta de ser tratado, de ser cobrado, algumas coisas dentro do vestiário que eu sentia e sei como reagir. O fato de ter pouca idade não tem fator negativo. A figura do líder independe da idade, depende mais da condução do trabalho, da forma como se conduz. Acredito no diálogo com os atletas, mas preso muito a disciplina pelo trabalho e respeito pela hierarquia em todos setores do clube", afirmou ele em entrevista ao Sportv.

O próximo teste de Roger será neste sábado, às 21h, na Arena Grêmio, pela 8ª rodada. O comandante espera ver casa cheia, assim como já falou em suas duas últimas entrevistas após as vitórias contra Corinthians e Atlético-PR, quando gostaria de ver mais gente nas arquibancadas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + dezessete =