BRF diz que vendas da Perdigão mostram bom início desde retorno da marca

postado em: Notícias | 0

A BRF, uma das principais exportadoras de proteína de aves e suínos do mundo, considera que a volta da marca Perdigão ao mercado nacional teve um início positivo, afirmaram executivos da companhia em teleconferências com analistas na sexta-feira (31).

“As vendas da Perdigão começaram em 2 de julho e estão indo bastante bem”, disse o CEO global da BRF, Pedro Faria. Ele ponderou, no entanto, que é cedo para fazer uma avaliação mais ampla do desempenho da marca com menos de um mês de vendas desde a reestreia.

A BRF, que também é detentora da marca Sadia, retomou a comercialização de produtos da Perdigão no mercado após finalizado o período de bloqueio determinado pelo Conselho Administativo de Defesa Econômica (Cade) em 2012, quando foi autorizada a criação da BRF por meio da fusão de Perdigão e Sadia.

A companhia busca agora ganhar participação de mercado com a volta da marca e vem investindo fortemente em ação de marketing para promover os produtos que incluem presuntos e linguiças defumadas.

A empresa anunciou na quinta-feira (30) que teve lucro líquido global de R$ 364 milhões no segundo trimestre de 2015, num aumento de 46,6% ante o registrado no mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado principalmente pelo crescimento dos preços médios em reais no exterior, mas também houve alta nas vendas de alimentos processados no Brasil.

Faria disse que a empresa espera um cenário desafiador no mercado interno no segundo semestre, diante da situação econômica do país, mas destacou que tanto o segmento de proteína in natura quanto o de processados continuam crescendo até agora.

O diretor financeiro da BRF, Augusto Ribeiro, acrescentou que mesmo com alta de 15,2% na receita líquida com produtos processados no Brasil, e aumento de 9,4% nos volumes, no segundo trimestre, a empresa teve uma perda de participação de mercado – o que comprova o forte crescimento deste segmento de mercado como um todo.

“Em industrializados e congelados, o mercado cresce fortemente. Algumas categorias dentro de processados apresentaram crescimentos robustos ano contra ano”, disse.

Aquisições

O CEO da BRF revelou que a companhia continua avaliando aquisições. “M&A (sigla em inglês para fusões e aquisições) é um jogo de paciência, mas temos olhado oportunidades”, disse ele.

Somente no mês de abril deste ano, a empresa anunciou duas fusões. A companhia firmou uma joint venture com a britânica Invicta Food Group Limited (IFGL), ampliando atuação no Reino Unido, Escandinávia e Irlanda, e outra com a Singapore Food Industries (SFI), em Cingapura.

Fonte:  CarneTec

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =