RS: Início das Reuniões Técnicas do Milho e do Sorgo

postado em: Notícias | 0

A região Noroeste do Rio Grande do Sul sedia um dos maiores eventos das áreas do milho e do sorgo a partir desta segunda-feira (21.07). Pesquisadores, extensionistas, lideranças e agricultores devem participar até a próxima quinta-feira (24.07) da programação da 59ª Reunião Técnica Anual do Milho e da 42ª Reunião Técnica do Sorgo, em Três de Maio.

A programação, que será realizada no campus da Sociedade Educacional Três de Maio (Setrem), contempla atrações como palestras, painéis, oficinas, dia de campo, apresentação de trabalhos científicos e Mostra de Saberes Tradicionais.

Após a cerimónia de abertura, a ser realizada a partir das 19h, acontece a palestra com o diretor executivo do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do Rio Grande do Sul (SIPS), Rogério Kerber. O palestrante abordará a importância da produção de milho na região para sustentar as cadeias de suínos e leite. Na sequencia, haverá uma breve explanação sobre a importância do milho de polinização aberta para a agricultura familiar, a cargo do assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, na área de produção vegetal, Gilmar Franciso Vione.

Na programação da manhã de terça-feira (22.07) estão previstos painel sobre as perspectivas do milho e do sorgo e palestra sobre controle biológico de pragas, com o pesquisador Ivan Cruz, da Embrapa Milho e Sorgo. À tarde, os participantes poderão conferir a Mostra de Saberes Tradicionais com intercâmbio de sementes crioulas e demonstração de culinária e artesanato e apresentação de trabalhos científicos. Ainda, haverá oficinas para lideranças e agricultores com temáticas voltadas à secagem e armazenagem de grãos, milho e sorgo na dieta animal, qualidade dos produtos na safra e safrinha, qualidade da silagem de grão úmido e planta inteira, torração de culturas e tecnologias e produtos para a agricultura familiar.

A 59ª Reunião Técnica Anual do Milho e a 42ª Reunião Técnica Anual do Sorgo são promovidas pela Emater/RS-Ascar, Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) e Setrem. 

Fonte:  Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + catorze =