Werley e Edinho abrem lista de ‘dispensáveis’ do Grêmio para 2015

postado em: Notícias | 0

A montagem do elenco do Grêmio para 2015 já começou. O técnico Luiz Felipe Scolari mantém conversas com a direção de futebol do clube para planejar o grupo visando as competições da próxima temporada, mesmo que ainda não saiba se terá ou não Libertadores no calendário. Dos jogadores do grupo principal atualmente, quatro contratos se encerram. Werley e Edinho não estão entre eles, mas são considerados 'dispensáveis' e serão envolvidos em negociações. 

O volante disputou 33 jogos e marcou 1 gol na temporada. A última vez que esteve em campo foi diante do Cruzeiro, no dia 22 de agosto. Entrou no fim da partida e levou cartão amarelo na derrota gremista por 1 a 0. Depois, jamais teve nova chance. Atualmente, está atrás de Riveros, Ramiro, Walace, Matheus Biteco e Felipe Bastos na hierarquia técnica proposta por Felipão. Tem treinado como zagueiro e, às vezes, no time dos jogadores de base. Tem contrato até o fim do ano que vem, mas total liberdade para tentar o futuro longe de Porto Alegre. 
 
Já Werley virou titular da equipe na chegada de Felipão. Mas algumas falhas acabaram prejudicando a imagem do jogador, que perdeu lugar no time titular para Pedro Geromel, e reserva para Bressan. Na última janela de transferências, esteve perto de deixar o clube. Uma proposta do Cagliari, da Itália, foi aceita pelo Grêmio. No entanto, o atleta não acertou salários e permaneceu no clube brasileiro. Nesta temporada foram 30 jogos e 1 gol. O contrato dele vai até dezembro de 2016. Da mesma forma, está livre para buscar destino fora do Tricolor. 
 
São eles os mais cotados para deixar o clube, mas quatro contratos no fim podem ampliar a relação dos atletas a não permanecer. Dois deles estão no Grêmio por empréstimo e custam caro para ficar. Alán Ruiz, com direitos ligados ao San Lorenzo, da Argentina, custa 4 milhões de dólares para ter seu vínculo comprado. Não é usado com frequência por Felipão e também dificilmente permanece. 
 
Já Dudu, que pertence ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, é titular absoluto e tem disputado boas partidas. No entanto, custa ainda mais caro. São 6 milhões de euros para a permanência. O jogador, inclusive, se dispôs a conversar com os diretores do clube europeu para convencer a ficar no Brasil. 
 
"Quando eu vim para o Grêmio, era para ficar um bom tempo aqui. Não para jogar um ano e depois voltar para lá. Quando se joga em um clube grande e que vai bem, é comum que tenha sempre interesse. Mas eu posso ir e falar com eles. Todos lá sabem que eu quero ficar. Posso ir lá e falar com eles", disse após a vitória gremista por 1 a 0 sobre o Figueirense. 
 
Os outros dois vínculos que se encerram são: do zagueiro Gabriel, que passou o ano inteiro lesionado e ainda não tem previsão para retomar a vida de atleta de futebol. O jogador não atua desde setembro do ano passado e poderá renovar pela segunda vez apenas para completar o tratamento. Os direitos dele pertencem ao Lajeadense, clube do interior gaúcho. 
 
E o último caso, e que pode ser o mais dramático, é o de Zé Roberto. O jogador aceitou, no começo do ano passado, redução salarial para seguir no Grêmio. E cresceu muito no decorrer da temporada. É absoluto na lateral esquerda e tem repetido boas atuações. Agora, uma nova negociação precisará ser feita para estender o vínculo. Em entrevista ao UOL Esporte, em setembro, disse que pretende jogar mais uma temporada, mas não garantiu que será no Grêmio. 
 
"Está tudo em aberto. Não tenho projeção para falar onde vou jogar. O que eu quero é jogar mais um ano e tenho totais condições para isso. A prova está aí. Acho que isso é o que tenho que exaltar, é o lado positivo que não posso deixar de mencionar. Mas ainda assim não sei onde vou jogar. Só sei que com certeza quero jogar mais um ano", disse. 
 
A estratégia do comando gremista visa manter oportunidades aos jovens. Os jogadores que retornam de empréstimo também serão avaliados. No entanto, nenhum deles tem chances reais de ser aproveitado 
 
Enquanto isso, faltam oito jogos para o fim do Brasileirão. O Grêmio, um ponto atrás da linha de classificação para próxima Libertadores, mira somar todos os possíveis para ter no primeiro semestre a disputa da competição mais importante do continente. 
 
O próximo compromisso será no sábado, diante do Coritiba, no Paraná. O jogo da 31ª rodada está marcado para as 18h30. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =