Grêmio conta os dias para implodir o Olímpico

postado em: Notícias | 0

O Olímpico está chegando ao fim. O Grêmio vive os últimos momentos de sua antiga casa e a mudança dos departamentos do clube está em fase final. Comunicação, departamento financeiro, diretoria, tudo está sendo levado, aos poucos, para Arena e a conclusão da troca de sede está prevista para o início de dezembro. Com dois anos de atraso, a implosão do 'Velho Casarão' deve acontecer no início de 2015, e depende apenas do fim da alienação da Arena. 

Para concluir o estádio, a OAS (empresa que geriu a obra e parceira do Grêmio na gestão do estádio até a assinatura da compra pelo clube) fez um financiamento no BNDES. A garantia de pagamento foi o próprio estádio. E como o pagamento segue ocorrendo, o clube não aceita fazer a chamada 'troca de chaves'. 
 
O Grêmio cumpriu a promessa de tirar qualquer pendência financeira do estádio e só aceita entregar o Olímpico se a Arena vier da mesma forma. Enquanto isso, a OAS já se comprometeu e encerrar o financiamento até o início de 2015. 
 
O clima, agora, é mesmo de despedida. Ao contrário do que ocorreu na primeira data estipulada para o 'adeus', janeiro de 2013, quando ainda faltavam muitos passos para a queda das estruturas do palco de tantas conquistas do clube tricolor, definitivamente o Olímpico está pronto para ser implodido. 
 
As estruturas físicas dos departamentos do clube foram levadas, grande parte, para as salas da Arena durante esta semana. Até o fim do Brasileirão, o Grêmio poderá seguir usando o estádio como campo de treinamentos. No período de férias, o último passo da mudança será a retirada dos equipamentos de academia, e departamento médico, que serão levados para o Centro de Treinamentos Luiz Carvalho. O último treino da história do Olímpico ocorrerá dia 7 de dezembro. 
 
A 'desmontagem', ocorrida antes da implosão de grandes estruturas, já foi feita. Metade do Olímpico já não tem paredes ou divisórias que dificultariam a queda. Os alojamentos da base já foram transferidos e a ligação ao estádio está perto de ser totalmente desfeita. 
 
Não haverá festa. Silenciosamente, o Olímpico irá ter seus últimos dias. Paralelamente a troca de estádios, a OAS já tem a liberação da prefeitura para iniciar o processo de implosão, que deve ocorrer no primeiro semestre do ano que vem. 
 
O Grêmio demorou dois anos para se mudar, mas estará totalmente na Arena no princípio de 2015. A reapresentação dos jogadores já ocorrerá no CT. E a 'nova era' prometida com a inauguração da Arena em dezembro de 2012 finalmente poderá começar, também com a compra na gestão do estádio que depende de aval do Conselho Deliberativo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − três =