Após torcida limpar estádios, Japão busca outro motivo de orgulho na Copa

postado em: Notícias | 0

Até aqui, a Copa de 2014 ofereceu apenas um motivo de orgulho para os japoneses: a torcida da seleção asiática chamou atenção por recolher o lixo nos estádios brasileiros após os jogos. Em campo, os nipônicos produziram bem menos imagens para serem lembradas. Em duas partidas, somaram uma derrota (2 a 1 para a Costa do Marfim) e um empate (0 a 0 com a Grécia). Por tudo isso, o jogo desta terça-feira, contra a Colômbia, em Cuiabá, virou chance para mais do que a primeira vitória no Mundial.

"Os torcedores do Japão são maravilhosos. Eu os respeito muitíssimo. Nós temos uma relação de confiança, e o que eles fizeram no Brasil só pode nos orgulhar. Os jogadores estão muito orgulhosos da torcida, e nós sabemos que precisamos retribuir isso", explicou o meio-campista Makoto Hasebe, capitão da seleção japonesa.

O jogo contra a Colômbia é a última chance para o Japão sonhar com continuidade na Copa. Para isso, os asiáticos precisam vencer e torcer por um resultado favorável na outra partida do grupo, que será disputada entre Costa do Marfim e Grécia.

O Japão não vence um jogo de Copa do Mundo desde a última rodada da fase de grupos de 2010, quando fez 3 a 1 na Dinamarca. Aliás, esse foi o único triunfo dos nipônicos em partidas derradeiras da etapa classificatória em toda a história da competição.

"Temos o apoio de todo o Japão. Precisamos ter isso em mente. Todos estarão assistindo ao jogo com um sentimento muito grande de orgulho. Precisamos mostrar resultados que justifiquem isso", afirmou o técnico da equipe asiática, Alberto Zaccheroni.

A Colômbia, que venceu os dois primeiros jogos na Copa, já está classificada para as oitavas de final. Em entrevista coletiva concedida na última segunda-feira, o técnico José Pekerman admitiu que deve poupar titulares no jogo desta terça-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 10 =