Aromas dos vinhos

postado em: Notícias | 0

Conheça aqui os aromas existentes nos vinhos que são classificados em 3 grandes grupos:
Primários, Secundários e Terciários.

 

Aromas primários

provenientes da uva

1.natureza genética
2.expressão vegetativa da vinha rendimento.
3.condições mícroclimáticas (terroir* )
4.a escolha da hora de colher a uva (colheita precoce a tardia).
5.estado sanitário das uvas

Aromas secundários

originados da vinificação

1.Pré-fermentativo: que surgem a partir de processos que antecedem a fermentação.
2.Fermentativo: São típicos desta fase os aromas de associados direta ou indiretamente a leveduras como:os aromas de pão e fermento.

Aromas terciários

Envelhecimento

"bouquet" produto do processo de conservação e envelhecimento do vinho, sempre em garrafa, na ausência de oxigênio. Com o passar do anos leva ao surgimento de uma infinidade de aromas, denominados de "bouquet"*.

Segundo os especialistas devemos utilizar a palavra "bouquet" quando descrevemos um vinho mais velho e a palavra aroma para os vinhos mais jovens.
" – O vinho Bordeaux safra 88 tem um bouquet…"
" –Degustando o Sauvignon Blanc 05 percebi aromas…"
Atenção os vinhos amadurecem enquanto estagiam em barricas de carvalho e envelhecem na garrafa.

Estudos sobre substâncias químicas do vinho

Os componentes voláteis do vinho. Estes são capazes de serem identificados pela via nasal; direta ou indiretamente. Existem estudos sendo um deles a cromatografia gasosa acoplada a espectrofotometria de massa onde é possível definir as várias classes de substâncias químicas presentes no vinho capazes de estimular nosso senso olfativo. Como exemplo os quatro itens abaixo.

Substância Química Volátil

Aromas correspondentes

Ácido Feniletílico

Mel

Acetado de Isoamila

Banana

Acetato de Etila

Vinagre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =