Levy diz que metas fiscais serão fundamento da retomada do crescimento

postado em: Notícias | 0

O novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou em seu primeiro discurso no comando da economia, que o cumprimento das metas fiscais nos próximos anos será fundamento do novo ciclo de crescimento e que o Brasil tem condições de ter equilíbrio nas contas públicas sem redução de benefícios sociais.

Levy, que assume em meio à crescente deterioração das contas públicas, disse ainda nesta segunda-feira que a responsabilidade fiscal da primeira metade dos anos 2000 foi indispensável para a política de inclusão de milhões de brasileiros e para se ter a política anticíclica a partir de 2008.

O Ministro disse que é preciso agir com energia sobre a dívida pública e que não é possível reduzir tributos sem considerar a solvência do Estado. Em seu primeiro discurso no comando da economia, argumentou que qualquer iniciativa tributária terá que ser coerente com trajetória dos gastos públicos.

Levy diz que governo tem capacidade de cumprir meta fiscal de 2015 de 1,2% do PIB

Ao ser questionado por um repórter sobre o assunto, Levy afirmou que o governo tem capacidade de cumprir a meta fiscal equivalente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) para 2015 e que "qualquer mudança de rumo (na política fiscal) exige esforço", mas que a equipe econômica tem condições de entregar o superávit primário que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) deste ano com impacto mínimo na economia e sem prejudicar programas sociais.

Levy promete diálogo com agentes econômicos para melhorar economia e efetuar reformas

O novo ministro da Fazenda prometeu em seu primeiro discurso como titular da pasta diálogo com os agentes econômicos para melhorar a economia e efetuar reformas.

Na cerimônia de transmissão de posse, Levy disse que seu trabalho será feito em conjunto com ministérios como Planejamento e Agricultura e especialmente com o Congresso Nacional.

Ele acrescentou que o ajuste fiscal já começou com adequação dos empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e em benefícios trabalhistas e previdenciários.

Tags: Levy , Fazenda , Ministro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × dois =