Inter pega velho freguês, mas agora turbinado, por liderança do grupo 4

postado em: Notícias | 0

O Internacional joga nesta quarta-feira (04) para ser líder do grupo 4 da Libertadores. Entra em campo para afastar de vez as dúvidas, em busca de um futebol mais seguro e vistoso. A partir das 22h (Brasília), no Beira-Rio, o Colorado encerra a série de três jogos que ele mesmo definiu como divisora de águas para o futuro. Firme, mesmo com atuações irregulares, o time de Diego Aguirre tem pela frente um adversário que conhece bem. O Emelec, do Equador, que lidera a chave, mas jamais venceu o time gaúcho. Um velho freguês.

Até hoje, foram seis partidas entre Inter e Emelec – em três edições da Libertadores – e quatro vitórias dos gaúchos com mais dois empates. Em 2007, 2010 e 2011 o time equatoriano caiu no mesmo grupo do Colorado e se deu mal. Levou 10 gols e marcou apenas três. A diferença é que neste ano conta com Niller Bolaños, que já marcou dois gols, e aparece surpreendentemente na liderança da chave 4. Com uma vitória em Santiago, diante da Universidad de Chile.

"O Emelec tem boa posse de bola, jogadores rápidos, jogadores com hierarquia e com passagem pela seleção do Equador. Vai ser difícil, temos que respeitar para vencer", elogiou Diego Aguirre. "Não pela posição ou pelas duas vitórias, mas sim por jogar diferente. Por ser outra equipe. Nos preparamos para este jogo, é diferente do último. É outro estilo de jogo", acrescentou.

Para se tornar primeiro colocado do grupo, o Inter precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença. Um triunfo também servirá para botar o Colorado nos eixos, pois mesmo com o 3 a 1 em cima da Universidad de Chile, na semana passada, o time foi questionado. "Estamos em uma situação delicada, não falo que é extrema, mas precisamos da vitória. E por isto o jogo vai ser muito difícil. Se conseguirmos a vitória amanhã, conseguimos uma boa posição. Temos obrigação de ganhar", apontou Aguirre.

Logo depois de perder para o Strongest, na altitude de La Paz, o próprio Inter definiu a série de três jogos no Beira-Rio como vital para a sequência de Aguirre no cargo. O time venceu os chilenos e empatou com o Grêmio, jogando com time misto. Agora precisa vencer o Emelec para completar o plano. Nilmar, mesmo em jejum de gols no ano, deve ser titular. Sem Aránguiz lesionado, Nico Freitas é o ficha um para entrar no meio-campo.

No Emelec a promessa é de time ofensivo, mesmo com o histórico péssimo e o fator mando de campo. Erazo, zagueiro do Grêmio, visitou a concentração e disse aos compatriotas que é preciso atacar o Inter. Nas palavras dele, o time de Diego Aguirre se defendeu muito mal.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X EMELEC

Data e hora: 04/03/2015 (quarta-feira), às 22h (horário de Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Transmissão na TV: Fox Sports 2 e Globo (somente para o RS)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Auxiliares: Juan Belatti (ARG) e Lucas Germanotta (ARG)

INTERNACIONAL: Alisson; Léo, Alan Costa, Réver e Fabrício; Nilton, Nico Freitas, D'Alessandro, Eduardo Sasha e Vitinho (Jorge Henrique); Nilmar (Alex)
Técnico: Diego Aguirre

EMELEC: Esteban Dreer; John Narváez, Jorge Guaua, Gabriel Achillier e Oscar Bagüí; Osvaldo Lastra, Pedro Quiñonez, Ángel Mena e Fernando Giménez; Miller Bolaños e Luis Miguel Escalada
Técnico: Gustavo Quinteros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 7 =