Um mês de Cebolla. E o Grêmio não viu nem 90 minutos de jogo

postado em: Notícias | 0
No dia 10 de março ele chegava, recebia presentes e tinha festa de ídolo no aeroporto. Apresentado dia 11, com apenas dois treinos, dias 12 e 13, estreou pelo Grêmio há exato um mês. Jogou 60 minutos, e nada mais. Cristian 'Cebolla' Rodríguez, a principal contratação do Tricolor para o início deste ano, foi praticamente da festa ao departamento médico. Não sabe quando volta e nem quantos jogos poderá fazer. 
 
Tratava-se de uma lesão muscular de grau 1, cuja previsão de parada apontava apenas 10 dias. Inicialmente, houve gremista que comemorou o quadro, já que Cebolla foi desconvocado da seleção uruguaia, que o faria perder três jogos pelo Tricolor. Contando 10 dias, perderia apenas um, no máximo dois. 
 
No entanto, a recuperação física dele foi mais lenta. O tempo afastado triplicou. Os médicos do Grêmio tentaram, por duas vezes, seguir o cronograma de recuperação, com treinos em campo e, em seguida, com bola. Nas duas o uruguaio atestou dores e regressou à rotina de fisioterapia. 
 
"Ele apresenta uma melhora. Nesta semana vamos tentar novamente recolocar os contatos com a bola. Quando avançamos, ele chegou a trabalhar com bola, seguiu o cronograma proposto, mas sentiu novamente um desconforto. Queremos um processo não tão rápido, mas com segurança", afirmou o médico Felipe do Canto, na segunda-feira. 
 
Não bastasse as lesões, outros dois percalços no período no Brasil prejudicaram Cristian Rodríguez. O primeiro deles uma pena de quatro jogos imposta na Itália pela expulsão em seu último jogo pelo Parma. É necessário cumprir em partidas de âmbito nacional. Restam ainda três, uma será cumprida na próxima quarta-feira, no duelo de volta da Copa do Brasil. 
 
E ainda a perspectiva de ser convocado pela seleção uruguaia para Copa América. O time celeste deve se apresentar no fim de maio. Tem amistoso no dia 6 de junho contra Guatemala e abre a competição no dia 13, diante da Jamaica. Cebolla é repetidamente chamado. Em tese, está na lista do técnico Óscar Tabárez. 
 
"O Cristian [Rodríguez] um amigo meu de longa data [jogaram juntos no Benfica]. Brincamos muito. Falamos com ele, e está com muita vontade de voltar. O problema muscular está atrapalhando um pouco. Vemos vontade e alegria de voltar a treinar na academia, de fazer os trabalhos que os fisioterapetas pedem. Ficamos felizes de ter um jogador que ainda não jogou, mas que tem vontade de estar conosco, torce por nós, e queremos que volte o quanto antes", disse o volante Fellipe Bastos. 
 
A direção gremista não mostra nenhum otimismo sobre ampliar o contrato do jogador. Todos reconhecem a dificuldade que se apresentará para após o primeiro vínculo. Cebolla tem direitos ligados ao Atlético de Madrid e mais dois anos de vínculo com os espanhóis. O salário alto impossibilitaria presumir a renovação. 
 
A reportagem do UOL Esporte apurou, ainda, que Rodríguez já é alvo de sondagens de clubes europeus. Os ingleses surgem como interessados em contar com o jogador para o início da próxima temporada européia. Exatamente quando encerra-se o vínculo com o Tricolor.
 
Enquanto isso, além de ir aos jogos do Grêmio e trabalhar em busca de recuperação, Cebolla faz presença em eventos tradicionalistas e voltados para criação de cavalos, atividade que também exerce no Uruguai. 
 
Não há nenhuma certeza sobre retorno aos treinos, mais ainda aos jogos. O Grêmio não sabe por quantos minutos contará com Cristian Rodríguez. E enquanto isso se limita a torcer pela recuperação breve para, ao menos, as finais do Gauchão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =