Libertadores é vilã. Em 34 anos, quem joga Copa venceu o Gaúcho só 4 vezes

postado em: Notícias | 0

A Libertadores tira atenção do Campeonato Gaúcho. Tal afirmação não é apenas desculpa para eventuais infortúnios dos clubes. É comprovado historicamente. Em 34 anos de edições da competição disputada por Inter ou Grêmio, apenas quatro vezes quem estava envolvido nela sem a presença do rival foi campeão. O Inter em 1976, o Grêmio em 1990, 95 e 96. Nas duas últimas vezes com Felipão no comando. 

A história gaúcha na Libertadores contou apenas com duas oportunidades em que Inter e Grêmio estiveram juntos na disputa. Os anos de 2007 e 2011 não entram para estatística pois os dois davam atenção ao torneio. No primeiro, o Grêmio foi campeão gaúcho. No segundo, o Inter. 
 
Mas no restante das oportunidades, raras foram as vezes que o time envolvido sozinho no torneio venceu. O Grêmio o fez em 1990, com Evaristo de Macedo no comando. E em dois anos seguidos, ambos com Felipão, em 1995 e 1996. Mas nas temporadas 1982, 1983, 1984, 1997, 1998, 2002, 2003, 2009, 2013 e 2014, deu atenção à 'vilã' Libertadores e perdeu o Estadual.
 
No Internacional a situação não é diferente. Apenas em 1976 o Colorado esteve sozinho na disputa da Libertadores e venceu o Gauchão. Os infortúnios vieram em todas as demais participações na competição continental: em 1977, 1980, 1989, 1993, 2006 e 2010. 
 
O dado esmagador comprova o quanto  a Libertadores prejudica na decisão estadual. E sob este prisma, a vantagem torna-se do Grêmio, que está 'liberado' neste ano. Enquanto o Inter se vê dividido e confirmou vaga nas oitavas de final ao vencer o The Strongest, nesta quarta-feira. 
 
"Nosso objetivo é conquistar o título. É um momento importante para mim e todos os companheiros de clube disputar uma final novamente. Agora temos que conquistar o título. Vamos trabalhar esta semana visando o jogo. Serão duas partidas difíceis. Mas vamos trabalhar para merecer o título" amenizou o goleiro Marcelo Grohe. 
 
Se confirmar a tendência de vantagem, o Grêmio rompe jejum que dura desde 2010. São quatro anos sem erguer uma taça sequer no time azul, branco e preto. 
 
Grêmio e Internacional abrem a decisão do Gauchão neste domingo (26) às 16h (horário de Brasília) na Arena. O jogo de volta será no dia 3 de maio, no Beira-Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =