Dupla em números: o desempenho do ataque e da defesa do Grêmio antes do clássico

postado em: Notícias | 0

O Grêmio chega com o ataque e a defesa em momentos distintos para o Gre-Nal. O técnico Luiz Felipe Scolari deverá escalar uma equipe mais cautelosa para estancar os gols sofridos nos últimos jogos. E aposta na boa fase de Barcos para vencer o clássico no domingo.

Nas 11 primeiras rodadas do Brasileirão, a defesa foi o ponto forte. Levou só cinco gols, era a menos vazada do campeonato. Neste período, ficou quatro partidas invicta: contra Sport, Palmeiras, Goiás e Figueirense. Só que nas duas últimas rodadas, a rotina mudou.

Contra o Coritiba, a derrota por 3 a 2 determinou a demissão de Enderson Moreira. Frente o Vitória, o  2 a 1 deixou a equipe pressionada para o Gre-Nal. Foram cinco gols sofridos, mas em menos de 180 minutos, totalizando 10 no campeonato. Ainda assim, só o Corinthians, seis, e Santos, sete, foram menos vazados neste Brasileirão.

Se a defesa começou preocupar, o ataque está, aos poucos, reagindo. Nas últimas três rodadas, foram quatro gols sobre Figueirense, Coritiba e Vitória. Mas a produção ainda está abaixo do esperado: foram 11 gols em 13 jogos, média de 0,84. O modesto desempenho se explica pelo número de chances desperdiçadas. O aproveitamento é pífio em finalizações: somente 34,5%. De 168 conclusões realizadas, foram 58 certas e 110 erradas. A pontaria terá de ser treinada à exaustão por Felipão.

O que anima a torcida é o bom momento de Barcos. O centroavante não marcava desde o jogo com a Chapecoense, em 11 de maio. Desencantou contra o Coritiba, com dois gols. E frente o Vitória fez mais um. Tem cinco no Brasileirão — é o terceiro na artilharia, ao lado de Marcelo Moreno, do Cruzeiro. Virou a principal esperança para o Gre-Nal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =